Método de inspeção para locais de difícil acesso

Dentre diversos objetos, equipamentos e locais que precisam ser inspecionados, nem todos são fáceis de ser acessados, e mesmo com esse problema de não ser acessível da forma convencional, isso não impede que as vistorias ou inspeções sejam feitas, afinal é necessário que elas ocorram para que o item seja avaliado para saber sobre seu desempenho e condições de uso.

Para a realização de inspeções nesses locais não tão acessíveis, é possível utilizar um método que não faz necessária a presença humana no local para realizar a avaliação. Esse tipo de inspeção é chamado de offshore (a tradução literal ficaria como “algo fora da costa”), esse tipo de vistoria é feito através de drones controlados para conseguir imagens de locais como cascos de navios, plataformas marinhas e torres de flare.

Vantagens em utilizar o modelo offshore para inspeções

A inspeção offshore é uma maneira segura e mais barata de conseguir verificar locais que possuem um acesso difícil e que poderiam colocar a vida do colaborador em risco, caso fosse ser feita presencialmente. Entre as vantagens de utilizar drones para a inspeção temos:

  • Captação de imagens nítidas e amplas;

  • Baixa porcentagem de risco de acidente de trabalho;

  • Custo reduzido na realização da inspeção;

  • Alcance de locais de difícil acesso e muito altos.

Então podemos concluir que o método offshore para realizar inspeções é bastante vantajoso para vistorias em certos tipos de locais, como áreas de risco de vida para o profissional que fará a avaliação e locais de difícil acesso como os casco de navios e torres de flare, além disso é um método de custo baixo para sua realização.

Postagem criada em: 06/05/2022 - 16:56


Sobre a categoria dessa página Soluções: Conheça um pouco mais sobre as soluções oferecidas por empresas de diversos segmentos, qualidade no atendimento e na prestação do serviços.